http://www.snpcultura.org/escutar_absoluto_ano_fe_bach_1.html#bach_5

5.ª parte

Neste vídeo começamos por ouvir um excerto da ária final das “Variações Goldberg”.
«Durante 30 variações, a tensão sobe, Bach convoca todas as emoções humanas, e de repente nada mais resta do que uma música serena, apaziguadora». «Na doçura, a ária mergulha num nada que não é expressão de uma ausência nem de um desaparecimento, mas sim da felicidade e da luz. Quanto mais a música decresce, mais se eleva.»

«Através das Variações, é como se Bach explorasse todo o mundo de emoções e realidades. E depois, nesta ária final, é como se desse uma chave para interpretar o mundo, que é a paz que vem de Deus. Por isso é uma música profundamente religiosa.»

Prosseguimos com a dupla audição de uma das centenas de cantatas composta por Bach, apresentadas quando trabalhava na Igreja Luterana de Leipzig, na Alemanha. Durante cinco anos compôs semanalmente uma cantata para a liturgia do domingo seguinte: criava-a à segunda e terça-feira; era copiada à quarta e quinta-feira; à sexta e sábado ensaiava-a com o coro; ao domingo executava-a.

Advertisements