D.Carlos Azevedo

Não confundo pedofilia com assédio sexual. Este último é o que está agora em causa com D. Carlos Azevedo na notícia da revista Visão sobre o ex-bispo auxiliar de Lisboa, e actual membro do Conselho Pontifício da Cultura do Vaticano. Mas a reação de Bento XVI à primeira é seguramente a reação ao segundo.

Essa reação é referida aqui, neste excerto do artigo que escrevi há dias para o Público:

“..Henrique Monteiro num artigo desta semana, “O Papa verdadeiro, não o do preconceito”, reescreve palavras suas de há dois anos ao apresentar em Portugal o livro A Luz do Mundo, entrevista de Ratzinger a Peter Seewald. No artigo destaca a luta central do papa contra a desregulação da ética que “levou a ganância e a especulação a deuses de pés de barro que se estatelaram no primeiro abanão…luta árdua contra a desvalorização da vida, da família, do esforço honesto e da esperança que pode e deve envolver não apenas os católicos.” E que a reação de Bento XVI às denúncias do escândalo da pedofilia não é “o que por aí anda a correr” mas esta: “Desde que sejam verdade são bem vindas – a verdade, conjugada com o amor corretamente entendido é o valor primordial…”.

Advertisements