lucimara ae 2008 g

RR-Opinião- 22.2.2013

António Câmara

A economia da inveja

Tem dominado em Portugal e caracteriza-se por o sucesso dos outros ser sempre atribuído a factores que não o mérito e o esforço.

O reitor da Harvard Business School escrevia, na principal revista da sua instituição, que existem dois tipos de países: aqueles em que domina a “economia da ambição” e os países em a inveja é o factor determinante na economia.

Os primeiros são usualmente países ricos. No grupo dos segundos encontram-se alguns dos mais pobres, das diversas regiões do globo.

Numa “economia da ambição”, o sucesso dos outros é celebrado: se outros conseguem ter sucesso, então nós também poderemos ser bem sucedidos, se trabalharmos com esse objectivo.

Na economia da inveja, o sucesso dos outros é sempre atribuído a factores que não o mérito e o esforço. E ninguém o celebra.

Em Portugal, tem dominado a “economia da inveja”. Espero que a crescente internacionalização da nossa juventude ajude a criar um dia um novo país, baseado numa “economia da ambição”.

Advertisements