Com a assinatura de Manoel de Oliveira, em 1963. E sempre.

Advertisements